Nariz

nariz

O Nariz é composto por duas fossas nasais que constituem o segmento inicial da arvore respiratória, comunicando-se com o exterior por intermédio das narinas e com a rinofaringe por intermédio das coanas. As fossas nasais estão separadas por um septo ósteo-cartilaginoso – o septo nasal, e são constituídas por 4 paredes:

– inferior ou soalho, que corresponde à abóbada palatina
– superior ou abóbada, formada pelo osso frontal, pela lâmina crivosa do osso etmóide e pela parede anterior do corpo do esfenóide
– interna (medial) ou septo nasal, formado anteriormente pela cartilagem quadrangular, superiormente pela lâmina per
pendicular do etmóide e inferiormente pelo vômer
– externa (lateral), de todas a mais importante, formada justaposição de vários óssos (maxilar, palatino, etmóide, e corneto inferior). Também é chamada de parede turbinada, pois nela se dispõem, de cima para baixo, 3 a 4 saliências osteo-mucosas denomindas cornetos, também podem ser chamados de conchas.

nariz3

Parede Lateral da fossa nasal

Os cornetos nasais – um superior, um médio e um inferior – se inserem na parede externa da fossa nasal, possuem uma extremidade anterior ou cabeça, uma extremidade posterior ou cauda e uma porção intermediária ou corpo. Eles limitam, com a própria parede externa da fossa nasal, determinados espaços denominados meatos. No meato inferior desemboca o canal lacrimal. O meato médio, de todos o mais importante, tem uma estrutura anatômica complexa, determinada pela desembocadura dos canais e orifícios das cavidades paranasais anteriores (frontal, maxilar e etmóide anterior). No meato superior desembocam os seios posteriores (etmóide posterior e esfenóide).
Nariz

Nariz

 

 

nariz4

Septo Nasal

nariz5

Rinofaringe