Crânio

Divide-se, para estudo, em ossos da face e ossos do crânio propriamente dito. Ele pode ser dividido em calota craniana ou calvária e base do crânio. A calvária é a parte superior do crânio e é formada pelos ossos: Frontal, Occipital, e Parietais. A base do crânio forma o assoalho da cavidade craniana e pode ser dividida em três fossas ou andares:

Os ossos que o compõe são: Frontal, Occipital, Esfenóide, Etmóide (ímpares)*, Parietal e Temporal (pares)*.

A fossa anterior, também chamada de andar superior da base do crânio, é formada pelas lâminas orbitais do frontal, pela lâmina crivosa do etmóide e pelas asas menores e parte anterior do esfenóide.

A fossa média, também chamada de andar médio da base do crânio, é formada anteriormente pelas asas menores do esfenóide, posteriormente pela porção petrosa do osso temporal e lateralmente pelas escamas do temporal, osso parietal e asa maior do esfenóide.

A fossa posterior, também chamada de andar inferior, é constituída pelo dorso da sela e clivo do esfenóide, pelo occipital e parte petrosa e mastóidea do temporal. Essa é a maior fossa do crânio e também abriga o maior forame do crânio, o forame magno.

Os ossos que compõe a face são: Mandíbula, Vômer, Hióde (ímpares), Maxilar, Palatino, Zigomática, Concha nasal inferior, Lacrimal e Nasal (pares).

 

*Ossos ímpares são ossos situados na linha média e que não possuem outro semelhante no corpo. Ossos pares são ossos situados lateralmente e que possuem outro semelhante do lado oposto.

 

Crânio

Crânio – vista anterior

Crânio - vista anterior

Crânio – vista anterior



Crânio – vista lateral esquerda * Em antropologia são empregados como pontos de mensuração.

Crânio – vista lateral esquerda
* Em antropologia são empregados como pontos de mensuração.

Crânio – vista posterior * Em antropologia são empregados como pontos de mensuração. Obs: nem todos os indivíduos possuem os ossos suturais.

Crânio – vista posterior
* Em antropologia são empregados como pontos de mensuração. Obs: nem todos os indivíduos possuem os ossos suturais.

Calvária - vista superior * Em antropologia são empregados como pontos de mensuração.

Calvária – vista superior
* Em antropologia são empregados como pontos de mensuração.

Calvária - vista inferior ou interna.

Calvária – vista inferior ou interna.



Base do crânio, face interna – vista superior

Base do crânio, face interna – vista superior

Base do crânio, sem a mandíbula – vista inferior

Base do crânio, sem a mandíbula – vista inferior.

Crânio – corte sagital * Em antropologia são empregados como pontos de mensuração.

Crânio – corte sagital
* Em antropologia são empregados como pontos de mensuração.

Calvária de recém-nascido – vista superior.

Calvária de recém-nascido – vista superior.



 


Ossos do Crânio

Frontal

É um osso pneumático, ímpar, que constitui o limite anterior da calota craniana e o assoalho do andar superior da base do crânio.

Posição anatômica:

Anteriormente: borda supra-orbitária

Inferiormente: espinha nasal

Frontal - vista anterior.

Frontal – vista anterior.

Frontal - vista inferior * Fossa da glândula lacrimal, onde está situada a glândula lacrimal.

Frontal – vista inferior
* Fossa da glândula lacrimal, onde está situada a glândula lacrimal.

 


Parietal

É um osso par. Os dois ossos parietais formam os lados e teto da calota craniana. É aplanado, quadrangular e apresenta uma superfície externa convexa e uma interna côncava.

Posição anatômica:

Anteriormente: borda frontal

Inferiormente e lateralmente: borda escamosa

Parietal direito - vista lateral

Parietal direito – vista lateral

Parietal direito, face interna - vista medial

Parietal direito, face interna – vista medial

 


Occipital

É um osso ímpar que constitui o limite posterior e dorsocaudal do crânio. Tem uma forma trapezóide e conformação de uma taça. Possui uma grande abertura, o forame magno, que se continua com o canal vertebral.

Posição anatômica:

Dorsalmente: protuberância occipital externa

Inferiormente: forame magno

Occipital - vista inferior

Occipital – vista inferior



Occipital - vista superior

Occipital – vista superior

 


Esfenóide

É um osso ímpar que se encontra no andar médio da base do crânio. Assemelha-se a um morcego de asas abertas.

Posição anatômica:

Anteriormente: face orbitária

Lateralmente: asa maior

Esfenóide – vista anterior

Esfenóide – vista anterior

Esfenóide – vista posterior

Esfenóide – vista posterior

 


Temporal

É um osso par situado entre o occipital e o esfenóide, formando a base do crânio e sua parede lateral.

Posição anatômica:

Lateralmente, dorsalmente e inferiormente: processo mastóide

Superiormente: porção escamosa

Temporal direito – vista lateral

Temporal direito – vista lateral

Temporal direito, face interna – vista medial

Temporal direito, face interna – vista medial



Temporal direito – vista inferior

Temporal direito – vista inferior

 


Etmóide

É um osso ímpar, pneumático, excessivamente leve e esponjoso que forma parte do assoalho do andar superior da base do crânio. Situa-se entre as duas órbitas, forma a maior parte da parede superior da cavidade nasal e constitui parte do septo nasal.

Posição anatômica:

Anteriormente: processos alares

Superiormente: crista gali

Etmóide – vista postero-superior (esquerda) e vista lateral (direita)

Etmóide – vista postero-superior (esquerda) e vista lateral (direita)