Coluna Vertebral

A coluna vertebral se estende desde a base do crânio até a extremidade caudal do tronco. É constituída de 33 ou 34 vértebras superpostas e intercaladas por discos intervertebrais. As vértebras sacras soldam-se entre si, constituindo um único osso, o sacro, assim como as coccígeas, que formam o cóccix.

Divide-se em coluna vertebral em cervical, torácica, lombar, sacral e coccígea. Sendo:

Cervicais: 7 vértebras.

Torácicas: 12 vértebras.

Lombar: 5 vértebras.

Sacro: 5 vértebras.

Cóccix: 4 a 5 vértebras.

Coluna Vertebral

Coluna Vertebral

 


Vértebras Cervicais

São as menores vértebras e se distinguem das demais por um forame no processo transverso. A primeira, a segunda e sétima vértebra cervical apresentam características especiais e serão estudadas separadamente. A posição anatômica das vértebras é facilmente identificada pelo processo espinhoso que é posterior e inferior.

2º-7º Cervicais – vista anterior 1º-7º Cervicais – vista ´posterior

2º – 7º Cervicais – vista anterior
1º – 7º Cervicais – vista ´posterior

Atlas

É a primeira vértebra cervical e recebe esse nome por sustentar, assim como o titã da mitologia grega, o globo da cabeça. Sua característica mais marcante é não possuir corpo vertebral. Funciona como um apoio ao crânio, é a vértebra responsável por ser articular com o Áxis e permitir os amplos movimentos que possuímos entre a cabeça e a coluna vertebral.

Posição anatômica: fóvea dental é anterior; face articular superior (a maior) é superior.

Atlas – vista superior

Atlas – vista superior

Atlas – vista inferior Atlas e Áxis – corte medial

Atlas – vista inferior
Atlas e Áxis – corte medial

 

Áxis

È a segunda vértebra cervical e tem esse nome por formar um eixo de rotação para a cabeça (crânio), através do Atlas, ao redor do seu dente. Sua característica mais marcante é o seu dente, que a distingue facilmente das demais vertebras. Graças a esse tipo de articulação podemos fazer o movimento de rotação da cabeça. Também conhecido vulgarmente como movimento de “não”, quando dizemos “não” com a rotação da cabeça.

Posição anatômica: o dente é anterior e superior.

Áxis – vista anterior Áxis – vista postero-superior

Áxis – vista anterior
Áxis – vista postero-superior

Sétima vértebra cervical

É bem parecida com as demais, porém possui um processo espinhoso longo e bem proeminente, sendo esta sua característica especial. Por isso recebe o nome de vértebra proeminente. Note na mesma figura que a 5º vértebra cervical apresenta um processo espinhoso bífido, bifurcado. Na maioria das pessoas esse é o padrão mais encontrado.

Posição anatômica: o processo espinhoso é posterior e inferior. vista anterior vista posterior vista lateral

5º Vértebra cervical – vista superior 7º Vértebra cervical – vista superior

5º Vértebra cervical – vista superior
7º Vértebra cervical – vista superior

 

 


Vértebras Torácicas

Distinguem-se das demais pela presença de fóvea costal no corpo vertebral onde se articulam as cabeças das costelas.

Posição anatômica: Os processos espinhosos são posteriores e inferiores

10º vértebra torácica vista superior à esquerda vista anterior à direita

10º vértebra torácica
vista superior à esquerda
vista anterior à direita

6º vértebra torácica – vista lateral 12º vértebra torácica – vista lateral

6º vértebra torácica – vista lateral
12º vértebra torácica – vista lateral


Vértebras Lombares

Podemos diferenciá-las das demais por não possuir forame no processo transverso e fóveas costais no corpo vertebral. Possuem um processo transverso alongado podendo ser chamado de processo costal e seu corpo vertebral é grande e largo.

Posição anatômica: Os processos espinhosos são posteriores e inferiores

Coluna Lombar

Coluna Lombar

Sacro

O sacro é constituído por cinco vértebras fundidas (podem ser seis). Porém, na juventude se encontram ainda separadas e durante a puperdade as cartilagens que as separam sofrem o processo de ossificação produzindo um osso único. É grande e triangular, estando situado na parte posterior da pelve. Sua face ventral é côncava e a face dorsal convexa caracterizando uma cifose.

Posição anatômica: Superiormente a base e posteriormente a crista sacral média.

Sacro – Vista ântero-inferior

Sacro – Vista ântero-inferior

Sacro – Vista posterior

Sacro – Vista posterior

Sacro - vista superior

Sacro – vista superior

Sacro após corte mediano – vista medial

Sacro após corte mediano – vista medial

Cóccix

É um pequeno osso triangular situado na extremidade caudal da coluna vertebral, sendo formado por quatro ou cinco vértebras fundidas.

Posição anatômica:

Inferiormente – extremidade afilada

Anteriormente – face côncava

Cóccix – vista anterior Cóccix – vista posterior

Cóccix – vista anterior
Cóccix – vista posterior